"Eu faria tudo por quem eu amo. Mesmo que isso signifique ter de matá-los..."
Quantos passos dei
Num caminho sem direção
Afastando-me do destino
Da salvação

Pegando mulambos
Teu corpo,trapos que são
Sofri,chorei
Passei fome
Humilhação
Senti frio
Dor,convulsão 

Carregando um diabo 
Levando salvação 
Era você 
Drogado irmão

Hoje estou salvo na detenção
Você livre
A sete palmos do chão.

- Pedro H. Campos





Mais uma contribuição de um dos meus alunos. Dessa vez foi o Pedro quem nos presenteou com seus versos, cheios de vida própria e propriedade. O Pedro é um jovem cheio de ideias originais e com uma forma bem particular de ver a vida e as situações. Esperamos por mais colaborações, em breve. Obrigado!

Um Comentário

Deixe um comentário

O tempo é maior presente que podemos dar à alguém: obrigada pelo seu. As palavras são afeto derretido, que tal deixar as suas? (Caso tenha um site, para que possamos presenteá-lo com nosso tempo,divulgue-o aqui). Forte Abraço.